Sínteses Livres de Textos Sagrados Hindus e Budista. Uma Contribuição para o Dharma

A Bhagavadgita está inserida no Mahabharata. O Mahabharata é um épico indiano, que oferece entendimento do ser humano, de sua mente, de seus problemas e das várias maneiras de solucioná-los.

Nesse contexto, a Bhagavadgita é o diálogo entre o Ser, na manifestação de Sri Krishna, e o jivatma e o discípulo Arjuna. Krishna, na qualidade de mestre, com paciência e sabedoria, ensina a Arjuna a autorrealização, por meio do autoconhecimento.

O Dhammapada é parte do conjunto de escrituras, chamado Cânone Páli, Theravada, considerada a escola budista mais antiga existente. Esse conjunto de escrituras contém na sua forma mais longeva os ensinamentos de Buda. Esse texto sagrado é uma ontologia de ditos ou máximas, em versos e estrofes, que se referem principalmente aos ensinamentos éticos e morais do Budismo.

A Ramagita faz parte do Puranas. Compiladapor Veda Vyasa ensina o Dharma na perspectiva do Vedanta. Rama, avatara, uma encarnação de Vishnu, manifesta-se com o propósito de reeducar a Humanidade, relembrando o Dharma.

Antônio José Botelho, Sarvananda Deva, pratica Hatha Yoga desde dezembro de 2005. EM 2011, finalizou o Curso Livre de Instrutor de Yoga com Pedro Kupfer, com que viajou para a Índia em 2019, visitando Pushkar e Rishikesh. Desde então, tem participado de estudos de Vedanta, a maioria com Pedro. Já sintetizou e publicou dois livros sobre Upanishads, com base em traduções de Carlos Alberto Tinoco, de quem recebeu iniciação no Tantra Yoga, em 2008. Já executou oito e mantém quatro projetos voluntários de Hatha Yoga, em Manaus. Em 2020, finalizou Curso Livre sobre Mitologia dos Ansanas com Carlos Eduardo Barbosa.

Acesse este livro em Clube de Autores

Notas sobre a síntese livre (PDF)

Livro Relacionado